Europa, Malta, La Valletta navegando até Espanha, Barcelona.

Publicado por

Muito bem, já comentei que a ideia de fazer esse site, era de compartilhar minhas experiências e, claro, dar DICAS de viagens, restaurantes, hotéis, passeios e etc.

E quando falamos de viagens, temos que principalmente identificar os “estilos” de cada uma. Das mais baratas, às mais caras, para quem tem espírito mochileiro ou aqueles que preferem hotéis de luxo. Viagens totalmente de improviso, onde você tem um destino de origem, e de lá parte para onde der vontade. Ainda aquelas totalmente programadas, onde você sabe a hora de cada parada, chegada e partida.
Claro que pode ser improvisada ou totalmente planejada por você, pode montar pacotes com agências, ou até mesmo comprar pacotes já formatados.
Cada um tem seu estilo, cada um tem suas preferências, mas o certo é que você tem que experimentar de todas um pouco, provar cada jeito, cada estilo. Para saber o que realmente é o teu caminho. A minha intenção é justamente passar um pouco de cada uma dessas vivências. Gradativamente.
Para tanto já fiz muitas dessas diferentes variações, quase todas. E chegou a hora então,  pela primeira vez (acredite, é mesmo a primeira), fazer um cruzeiro marítimo. Saber de como as coisas funcionam, se é mesmo legal, ou chato. Se vale a pena passar poucos, ou até um único dia em cada cidade. O que tem de bom dentro do navio. O que fazer quando não podemos descer e ver os locais visitados.
Esta primeira viagem, pra falar a verdade foi surpreendentemente agradável. Eu esperava que talvez fosse bacana, mas ao mesmo tempo entediante, todavia posso agora afirmar que é muito bacana. Claro que dentro de certos limites, e ainda, mais uma vez, é uma das tantas alternativas – e se possível devemos mesclar. Um pouco deste tipo, um pouco daquele e assim, por diante.
Claro que, e isso você leu nos últimos posts, é um tempo exíguo em cada cidade, você só conhece pouco ou quase nada. Mas é um painel, uma amostra grátis. É uma boa maneira de se conhecer por alto esses locais, para depois voltar. Aliás de todas as seis cidades que o navio aportou, cinco eram novas para mim – e destas cinco com absoluta certeza voltarei em breve para ficar um tempinho a mais, e conhecer melhor. E como sempre, de lá fazer um ponto de partida e sair por aí conhecendo as cidades vizinhas – lembra do estilo de viagem espontânea? Não programada? Pois é isso aí.
Isso de fato já acontece em outras situações, quando você pensa que x dias para um determinado local é o suficiente, mas depois que chega lá, vê que tem muito mais coisa pra se ver/fazer. Daí parte sabendo que vai voltar. VIDA DE VIAJANTE É ISSO MESMO.
A conclusão que eu chego é. Sim. Eu recomendo fazer cruzeiros, é muito divertido, curioso, e ainda temos atividades o tempo todo no navio. E com certeza, somando tudo isso, pensão completa, atrações, teatros, shows (com bons preços) é um dos estilos mais baratos de se viajar – à parte o jeito mochileiro claro.
Nesses dias todos, só passeamos em cada cidade que o navio aportou, em breve novo post onde aproveitando o único dia de navegação, tiramos todo o tempo para passear pelo navio, e finalmente descobri-lo, se não por inteiro, ao menos boa parte. Tem tanta coisa que precisa-se de muito tempo para conhecer. Desfrutar então… Vários dias.
Veja abaixo algumas fotos já anteriormente publicadas, nos novos posts todas as inéditas, revelando muita coisa do cruzeiro.

Serviço:

MSC Cruzeiros – site aqui

 

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s